Branda da Aveleira
Aldeia Turistica

  • Alojamento e Turismo rural em Melgaço
  • Casas de campo
  • Serra da Peneda-Gerês, onde a natureza é rainha.

Uma montanha de emoções

Lazer

A Branda da Aveleira e muito devido a sua localização, proporciona aos seus visitantes, variadas possibilidades para que estes desfrutem de uma magnífica estadia.

Aqui terá a oportunidade única para apreciar as magníficas paisagens, seja percorrendo os variados trilhos, a pé ou de BTT, sempre na calma da serra.

Poderá apreciar a fauna e a flora da região, destacando-se os garranos e os bovinos, muito frequêntes por estas paragens.

Mamoa do Batateiro

Mamoa do Bateteiro

Situada a cerca de 700m da Branda da Aveleira.

A mamoa do Batateiro é um monumento megalítico de razoáveis dimensões, com significativos vestígios estruturais, no que concerne a câmara dolménica, constituída por sete esteios, na superfície interna do esteio da cabeceira detetam-se ténues vestígios de gravuras.

Esta mamoa encontra-se a escassos quilómetros do planalto de Castro Laboreiro, ande se encontra uma necrópole megalítica com cerca de uma centena de monumentos da pré-história.

Vestígios da ação dos glaciares

No alto vale do rio Vez, na região da Branda da Aveleira, ainda podem observar-se alguns aspetos geomorfológicos, que sem duvida, têm de ser atribuídos à ação dos glaciares.

Para a sua observação é sugerida a realização de um pequeno percurso pedestre, que permite desfrutar a natureza numa região bem preservada e de rara beleza paisagística.

A descrição sucinta dos diversos tipos de rocha que, afloram na região e dos aspetos mais típicos do modelado de origem glaciar destinam-se a facilitar a observação e compreensão dos vestígios da ação glaciária que podem ser constatados nos diversos pontos.

São muito frequentes os vestígios glaciários na Serra da Peneda, onde diversos especialistas têm confirmado marcas de grandes massas geladas resultantes da acumulação e compactação de espessas camadas de gelo. Estas cobriram as elevações desta região durante a glaciação Würm, que se terá iniciado há cerca de 18000 anos.

Desde há muito que vários investigadores se debruçaram sobre as características paisagísticas geomorfológicas do terreno resultante da acção dos glaciares (blocos erráticos, blocos polidos e facetados, vales em U, etc.), bem como, sobre aspetos de natureza geológica (tipos de granitos e rochas xistentas aflorantes).

Do ponto de vista geológico afloram na região metassedimentos de idade Silúrica (400 milhões de anos), várias fácies de granitos de idade hercínica (340 a 240 m.a.) e depósitos de origem glaciária como moreias, blocos erráticos, etc. de idade pleistocénica (superior a 15.000 anos).

Os depósitos glaciários das montanhas da região foram investigados por vários autores nomeadamente Coudé-Gaussen (1979) que, confirmou o carater glaciário da erosão observada no alto do Vez e alguns dos seus afluentes. Aqui são frequentes penedos aborregados, superfícies polidas e estriadas, moreias, depósitos do tipo 'till' e blocos erráticos.

Na Serra da Peneda podemos observar alguns destes blocos erráticos de granito assentes em rochas xistentas do Silúrico as quais constituem os materiais rochosos que afloram na maior parte da área.

Quando o glaciar começa a retrair-se deixa na extremidade as moreias frontais e terminais as quais podem formar morros de calhaus com dezenas de metros de altura. Podemos ver moreias de interseção na junção entre o rio Vez e o seu afluente rio Aveleira. Nas margens do curso superior do rio Vez podem observar-se também moreias laterais, de fundo e terminais.

Os vales glaciários têm a característica forma em U estando o fundo dos vales tributários muito acima do dos vales principais onde desaguam, originando os chamados vales suspensos. Quando os glaciares desaparecem e os rios ocupam o seu lugar formam-se cascatas ou cataratas. No extremo do glaciar as águas de fusão do gelo dão início a cursos de água mais ou menos importantes.

”Armando Moreira, Farinha Ramos, J.M.F., A.D., investigadores do Instituto Geológico e Mineiro”, no livro ”Olhares Multidisciplinares - Branda da Aveleira - Gave - Melgaço”.

Percursos pedestres

Lagoa da Aveleira

Trilho da Aveleira

Este belo percurso de montanha, conduz-nos por caminhos de extensas e belas paisagens.
Pelo caminho podemos encontar uma charca, onde inúmeros animais recorrem para saciar a sede.

Distância: 7.5 Km
Dificuldade: Fácil

Efetuar download do mapa e outras informações

 
foto2

Trilho do Brandeio

Com inicío na Sr. da Guia, passa pelas principais brandas da serra da Peneda

Distância: 14 Km
Dificuldade: Fácil

Efetuar download do mapa e outras informações

 
Rio Vez

Trilho do Glaciar

Pode aqui encontrar inúmeros vestigios de um antigo glaciar.

Distância: 4.43 Km
Dificuldade: Média

 
Mamoa do Batateiro

Trilho Megalitico

Saíndo da branda da Aveleira, este percurso leva-nos até a Mamoa do Batateiro.

Distância: 2.46 Km
Dificuldade: Fácil

 
Lago da Peneda

Trilho da Peneda

Este percurso realiza-se em plena Serra da Peneda, entre duas aldeias serranas: o Povoamento da Peneda e a Branda da Bouça dos Homens, passando pelo magnífico Santuario de Nossa Senhora da Peneda

Distância: 8.2 Km
Dificuldade: Médio

Efetuar download do mapa e outras informações

 
Lamas do Mouro

Trilho Lamas do Mouro - Peneda

Este percuso conduz-nos desde a povação de Lamas do Mouro até ao Santuário de Nossa Senhora da Peneda.

Distância: 10,5 Km
Dificuldade: Média

Efetuar download do mapa e outras informações

 

Sugestões de visita:

Não muito longe da Aveleira, encontramos alguns locais de visitas obrigatória:

Mamoa do Bateteiro

Lamas de Mouro - Uma das mais belas entradas no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Dispõe de uma ampla área de lazer, enquadrada num ambiente natural paradisíaco (destacando-se a diversidade florística), com diversos espaços de recreio, repouso, banho e merendas, e um conjunto de infra-estruturas e equipamentos de apoio (sanitários/balneários, parque de merendas, parque de campismo, etc).

Para mais informações consulte a página oficial.

 
Mamoa do Bateteiro

O singular santuário de Nossa Senhora da Peneda.

Construido nas encostas da serra e inspirado no Bom Jesus de Braga, é um local a visitar em qualquer altura do ano.

 
Lago da Peneda

O lago da Peneda.

E no cume da serra da Peneda, encontramos o lago da Peneda, para muitos, um paraíso escondido que, apesar do difícil acesso, é um local de visita obrigatória.

 
Mamoa do Bateteiro

São Bento do Cândo.

São Bento do Cândo, com a sua formosa capela é outro dos locais que deve visitar.

 
Mamoa do Bateteiro

Centro de Estágios de Melgaço..

O Centro de Estágios de Melgaço é um espaço idealizado e construído de forma a oferecer um serviço de elevada qualidade, com equipamentos adjacentes que visam a actividade desportiva, tanto na vertente lúdica como na vertente competitiva ao mais alto nível.

Para mais informações consulte:
A Página oficial.
CM Melgaço.

 
Mamoa do Bateteiro

Termas do Peso em Melgaço..

Mais informações

 
Mamoa do Bateteiro

Castro Laboreiro..

Wikipedia
CM Melgaço

 
Mamoa do Bateteiro

Parque Nacional da Peneda-Gerês..

Vasto anfiteatro esculpido por geologias, ventos e águas, o Parque Nacional estende-se do planalto de Castro Laboreiro ao da Mourela, abrangendo as serras da Peneda, do Soajo, Amarela e do Gerês.

Nas zonas de altitude são visíveis os efeitos da última glaciação - circos glaciares, moreias, pequenas lagoas e vales em U.

A natureza e orientação do relevo, as variações de altitude e as influências atlântica, mediterrânica e continental traduzem-se na variedade e riqueza do coberto vegetal: matos, carvalhais e pinhais, bosques de bétula ou vidoeiro, abundante vegetação bordejando as linhas de água, campos de cultivo e pastagens.

Para mais informações consulte:
Instituto de Conservação da Natureza (ICN)
CM Melgaço

 
Festa do Alvarinho e do fumeiro em Melgaço

Festa do Alvarinho e do fumeiro em Melgaço.

E se decidir visitar-nos do final do mês de Abril, poderá disfrutar de um evento sem igual.

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço (FAFM) começou, em 1995, por se apresentar como uma mostra de produtos locais para as populações locais.

Com o passar dos anos e como os dados demonstram inequivocamente, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço tornou-se numa festa reconhecida a nível nacional.

Não espanta, portanto, quem em 2009 o Turismo de Portugal, tenha reconhecido o seu Interesse para o Turismo.

Todos os produtores de alvarinho e de fumeiro do concelho marcam presença na Feira.

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço é hoje um evento incontornável das festas gastronómicas do país, atraindo pessoas dos diversos pontos do território nacional e também um grande número de espanhóis, sobretudo da vizinha Galiza.
Mais Informaçõs.

 

Aqui perto (ver no mapa)

Catarata da Branda da Aveleira
Catarata da branda da Aveleira, ponto de visita obrigatório

 

Inicio dos trilhos
Inicio dos trilhos do Glaciar e do trilho da Aveleira

 

Capelinha de São Bento do Cando
Capelinha de São Bento do Cando

 

Lago da Peneda
Lago da Peneda, localizado no cimo do monte

 

Santuário de Nossa Senhora da Peneda
Santuário de Nossa Senhora da Peneda

 

Inicio do trilho da Peneda
Início do trilho da Peneda

 

Parque de Campismo
Parque de Campismo de Lamas do Mouro

 

Porta do PNPG
Porta do PNPG de Lamas do Mouro

 

Restaurante Vidoeiro
Restaurante Vidoeiro

 

Restaurante de Sto.António
Restaurante de Sto.António

 

Inicio do Trilho do Brandeio
Inicio do Trilho do Brandeio

 

Restaurante da Peneda
Restaurante da Peneda

 

Restaurante MiraCastro
Restaurante MiraCastro

 

Castelo de Castro Laboreiro
Castelo de Castro Laboreiro

 

Melgaço Radical
Desportos radicais - Rafting, caminhadas, BTT, canoagem, slide e muito mais em Melgaço.